Esperança e otimismo em ‘Superman Rebirth #1’ [Crítica]

“All that is necessary for evil to triumph is for good men to do nothing” (Em tradução livre: Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada). É com essa frase, atribuída a Edmund Burke, que a nova fase do Homem de Aço nos quadrinhos oficialmente começa em “Superman Rebirth #1“. Ele está de volta!

Como já foi sitado em uma postagem passada, o Superman N52 morreu. Ele foi transformada em uma pilha de cinzas e enterrado em Metrópoles. Só para lembra, o Superman pré-reboot e sua família foram transportados para o universo N52 em “Rebirth #1“. O Superman pré-N52 saí do anonimato para ajudar o outro Superman, mas não consegue impedir que esse último morra.

SMREB-1-1-e6d47.jpg

“Superman Rebirth #1” começa a partir desse ponto, mostrando os últimos momentos de Clark N52 contra o vilão que o matou. Essa parte serve de resumo para quem não acompanhou as revistas até aqui, já que a nova fase visa buscar novos leitores, e também tenta atingir leitores antigos regatando a essência do verdadeiro Superman já logo no começo. A história é simples, retratando a esperança de Clark de que sua contraparte ressuscite enquanto mostra Lana Lang tentando roubar os restos mortais do seu antigo amigo e tentando levar para Smallvile, onde pretende enterrar as cinzas de seu Superman juntamente de Jonathan e Martha Kent. Nessa primeira edição já conseguimos sentir o que Geoff Jhons queria dizer com “vamos resgatar a esperança e o otimismo”, e acho que é exatamente isso que os fãs querem.

Além do Superman pré-N52 estar presente nessa edição, vemos que outra coisa foi alterada nesse universo (possivelmente pelo Dr. Manhattan), a Fortaleza da Solidão desse mundo não tem uma Matriz de Regeneração, utensilio utilizado para ressuscitar o Super quando o Apocalipse o matou. Isso faz com que seja impossível reviver o Clark desse mundo. Teria sido isso uma tática do novo antagonista? Saberemos nas próximas edições.

A edição termina com o novo (velho) Superman fazendo um monumento em homenagem ao Superman que morreu, e dizendo que voltará a atuar como defensor da Terra. Que ótimo jeito de se começar um novo arco!

O otimismo e esperança também está presente em “Batman Rebirth #1”


Conheça nossa página no Facebook clicando aqui! 😀


Procurando produtos da DC? Clique na imagem abaixo e seja feliz!

justice_league_by_digitaldusty-d34sy3o

Anúncios

3 pensamentos sobre “Esperança e otimismo em ‘Superman Rebirth #1’ [Crítica]

  1. Pingback: ‘Aquaman Rebirth #1’ retrata um homem de dois mundos [Crítica] | Soco Foguete

  2. Pingback: ‘The Flash Rebirth #1’ explora mais a introdução de ‘Watchmen’ no universo DC! [Crítica] | Soco Foguete

  3. Pingback: ‘Wonder Woman Rebirth #1’ mostra o choque entre realidades! [Crítica] | Soco Foguete

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s